14 Famosas Músicas Clássicas de Piano

Com séculos de história por trás, a música clássica merece um lugar na playlist de todo pianista. Aqui estão algumas das mais famosas peças de piano, do Barroco ao Romântico. 

por Michael Lane

A música clássica tem um papel essencial no repertório de qualquer pianista. Não apenas por uma questão de tradição, a música clássica tem influências em todos os gêneros. Schubert é creditado com o primeiro verso-coro que conhecemos tão bem, e as origens do jazz podem ser rastreadas até Bach (trocadilho pretendido). Tocar música clássica não só ampliará seu conhecimento de diferentes estilos, como também irá melhorar drasticamente sua execução.

Nota: Para simplificar, usamos "Clássico" quando nos referimos à música das épocas Barroca, Clássica ou Romântica. Isto seria uma blasfêmia para qualquer música acadêmica, mas é um atalho fácil para começar

Aqui está uma seleção de 14 músicas da era Barroca até o período Romântico. Se você estiver retomando depois de aprender quando criança, muitas delas lhe serão familiares. Isto de forma alguma cobre todos os compositores, mas lhe dará um grande repertório inicial. Como sempre, todas estas músicas estão disponíveis para aprender no aplicativo flowkey.

Cânone em Ré Maior - Johann Pachelbel

Um cânone é uma canção na qual a melodia é imitada e em camadas com vozes em contraponto. É tecnicamente um "cânone acompanhado", pois inclui outras melodias que se constroem para criar uma textura rica, mesmo quando tocadas a solo ao piano.

O cânone de Pachelbel foi popular durante sua vida no final dos anos 1600, mas perdeu popularidade até ser redescoberto nos anos 60. A distinta progressão de oito compassos foi assumida em muitas formas por artistas de rock e pop, enquanto que a forma original da peça se tornou um pilar fundamental nos casamentos.

(Confira nosso artigo sobre Músicas de Casamento para aprender como nossos talentosos parceiros combinaram o Cânone em Ré Maior com canções clássicas e fizeram algo realmente especial).

Prelúdio e Fuga em Dó Maior - Johann Sebastian Bach

É essencial poder tocar um pouco de Bach, não simplesmente por seu domínio técnico, mas por sua capacidade de inspirar novos praticantes mesmo agora. “Prelúdio e Fuga em Dó Maior” é a primeira obra de sua coleção “O Cravo Bem Temperado”, escrita por Bach "para o proveito e uso de jovens musicais com desejo de aprender".

Esperamos que você esteja com “desejo de aprender”, de modo que tocar a peça o ajudará a desenvolver um ritmo mais natural, a aprimorar o dedilhado e a melhorar seu timing. Mas é muito mais do que apenas um exercício. O fluxo desta peça, feita de acordes quebrados crescentes, é hipnoticamente belo.

Sonata No. 16 em Dó Maior - Wolfgang Amadeus Mozart

Mozart era uma criança prodígio, e passou a ser indiscutivelmente um dos compositores clássicos mais respeitados de todos os tempos. Ele morreu jovem, aos 35 anos, e muitas peças como esta não foram publicadas até décadas após sua morte.

O próprio Mozart descreveu a peça como "para iniciantes", portanto não é de se admirar que ela tenha sido incluída em lições de piano para iniciantes por séculos. A combinação de acordes quebrados à esquerda com a melodia à direita ajudará a desenvolver sua coordenação.

Serenata no. 13, Uma Pequena Serenata Noturna - Wolfgang Amadeus Mozart

Não podemos limitar a lista a apenas uma peça de Mozart, então aqui mais uma canção que ele escreveu para quarteto de cordas, arranjado maravilhosamente para piano. O título é muitas vezes traduzido muito literalmente como “Uma Pequena Música Noturna”, mas realmente deveria ser “Uma Pequena Serenata”. O tema vibrante e alegre é reconhecido instantaneamente e genuinamente por Mozart.

Sonata Ao Luar - Ludwig van Beethoven

Beethoven também é amplamente considerado um dos maiores compositores de todos os tempos, um feito surpreendente, considerando que ele escreveu muito de sua obra enquanto era parcialmente (ou totalmente) surdo.

A Sonata ao Luar é calma e delicada, com um toque de sonho, originalmente intitulada "Quase uma Fantasia". A peça também é foco de debate entre os pianistas modernos sobre como tocá-la com os pedais. Seguir as instruções de Beethoven com um pedal sustain moderno pode criar dissonância quando os acordes mudam. Portanto, a menos que você possua um piano de duzentos anos, tenha cuidado. Ou tente half-pedaling.

Para Elisa - Ludwig van Beethoven

Beethoven também merece duas menções. Seu trabalho mudou consideravelmente durante sua vida, abrangendo os períodos Clássico e Romântico, e sempre foi inovador.

Para Elisa é uma "Bagatelle", que significa "uma composição instrumental curta e despretensiosa". Suave, com arpejos fluidos que ligam as mãos esquerda e direita, se encaixa perfeitamente nesta descrição. Como a “Sonata No. 16 em Dó Maior”, de Mozart, a peça não foi publicada durante a vida de Beethoven, apenas descoberta 40 anos depois. A identidade de “Elisa” é desconhecida, assim como se ela já ouviu a obra-prima que ele escreveu para ela.

Prelúdio Op. 28, Nº 4 - Frédéric Chopin

Chopin foi um mestre em comunicar emoções através da música, e esta peça representa um verdadeiro desespero. A última marca dinâmica da peça é “smorzando”, o que significa “diminuir a intensidade do som até dissipá-lo”, e Chopin solicitou que a peça fosse tocada em seu próprio funeral. Pode parecer mórbido, mas não deixe que isso o afaste desta bela e elegante peça.

Classical notes

Liebestraum No. 3 (Sonho de Amor) - Franz Liszt

O título "Liebestraum" significa "Sonho de Amor", e isto é exatamente o que Liszt evoca aqui. Flutuante, mágico e sonhador, teve origem em um poema de Ferdinand Freiligrath, musicado por Liszt. Entre as referências à perda, incluía as frases “Tenha certeza de que seu coração arde, sustenta e mantém o amor. Desde que outro coração bata calorosamente com seu amor por você.”.

Canção de Ninar - Johannes Brahms

Talvez você a conheça por ser uma melodia usada para fazer o bebê dormir. O que você talvez não saiba, é que Brahms a dedicou a uma amiga de infância no nascimento de seu segundo filho. Ou que Brahms, na verdade, estava apaixonado por ela, então ele incluiu uma contra-melodia escondida, baseada em uma canção que ela cantava para ele quando eles eram jovens...

Swan Lake (O Lago dos Cisnes) - Pyotr Tchaikovsky

Tchaikovsky é provavelmente mais conhecido por sua "opulência sensual" e por suas grandes composições líricas. Veja o Lago dos Cisnes, um balé sobre uma princesa dos cisnes passando seus dias como um cisne em um lago de lágrimas, e suas noites como um humano. Dito isto, o tema desta obra-prima resiste ao teste do tempo por sua beleza melódica, mesmo em uma forma simplificada para piano solo.

Na Gruta do Rei da Montanha - Edvard Grieg

Grieg escreveu a peça para acompanhar uma cena da obra teatral de Ibsen, Peer Gynt, onde o personagem titular entra em um mundo de sonhos. Grieg ironicamente descreveu-a como "algo que fede, ultra norueguês, e ‘suficientemente Ness'". É lúdico, mágico e maravilhoso.

Clair de Lune - Claude Debussy

A peça foi nomeada após um poema de Paul Verlaine, não a alguém chamado Clair, e significa "Luz da Lua". A última linha do poema diz “Tocando o alaúde e dançando, e quase triste sob seus disfarces fantasiosos.”. Esta combinação de alegria e tristeza se traduz na música de Debussy, uma peça expressiva que começa silenciosa e mínima, e depois se transforma em algo majestoso e inspirador.

Gymnopédies No. 1 - Erik Satie

Uma obra melancólica e graciosa do homem que se referiu a si mesmo como um "fonometrista" ("alguém que mede sons") em vez de um músico. Satie intitulou seus Gymnopédies em homenagem a um tipo de dança grega antiga, na qual jovens homens (ou mulheres) dançavam nus. Algo para se pensar quando tocá-la.

Valsa No. 2 - Dmitri Shostakovich

Shostakovich é um excelente lugar para terminar, pois seu estilo híbrido reuniu uma série de influências de todas as épocas. "Valsa No. 2" é a mais famosa de suas obras, uma peça que toma a teatralidade soviética e a combina com uma sensação de leveza romântica para criar algo profundo.

Comece a aprender hoje de graça

Crie uma conta flowkey para desfrutar de aulas selecionadas e 8 músicas, tudo gratuito.

Leia mais

5 Principais Erros ao Aprender a Tocar Piano

Todos cometem erros – mas você não quer que os seus se tornem maus hábitos ao tocar piano!  Confira os deslizes mais comuns que os aspirantes a iniciantes cometem no piano, e como evitá-los.

Blonde woman on a black piano

4 Dicas para Dominar Qualquer Música de Piano

Está difícil de progredir com uma canção? Vamos colocá-lo de volta ao rumo certo com estas dicas e truques.

Pianista feminina

12 Músicas Tristes de Piano que Todos Amam

Quando se está para baixo, uma triste canção de piano é a coisa certa para captar esses sentimentos. Deixe suas emoções fluir com estas músicas lentas e tristes.

Woman hand on the piano

9 Músicas de Piano para Iniciantes

Você acha que precisa de muita prática antes de começar a tocar músicas de piano com som de qualidade? Pense novamente! Estas canções são fáceis de dominar como iniciantes e possuem um som impressionante.